Paramore – Credicard Hall 20/02/2011

Publicado: 24 de fevereiro de 2011 em Shows
Tags:, ,

Olá amigos, quanto tempo eu não aparecia por aqui né? mais de um ano, mas o que importa é que estou devolta, e vamo que vamo!!!Acompanhado das quatro mais belas garotas do universo, fui pela primeira vez (podem acreditar) ao Credicard Hall acompanhar de perto a apresentação daquela que classifico como uma das maiores bandas da atualidade: Paramore.
E isso já poderia confirmado levando em consideração a quantidade pessoas que se encontravam na parte externa do recinto aguardando a entrada, uma enorme fila saía do estacionamento e dobrava todo o quarteirão do local, não havia outra alternativa a não ser encarar a tal fila gigantesca, mas nada que um bom humor ajudasse, e ate novas amizades conquistei naquela fila que demorou cerca 1hr meia para então se movimentar e todos adentrarem no recinto.

As 17:45 já dentro do Credicard Hall abarrotado de gente fui informado que a banda Paulistana, Fake Number, responsável  pela abertura do show do Paramore já havia se apresentado, o que me causou uma pequena frustração, já que gostaria muito de conferir a performance da banda ao vivo.

E exatamente as 20:00 todas luzes do Credicard Hall se apagam causando gritos e histerias em geral, Taylor York (Guitarra), Jeremy Davis (Baixo), acompanhado dos até então novos integrantes Justin York (Guitarra) e Josh Freese (Bateria) foram entrando um a um e executando uma introdução para ate então uma Hayley Williams endiabrada entrar correndo pelo palco desesperada levando todos os presentes ao delírio, e foi só o baterista contar o tempo no chimbal e os acordes iniciais de “Ignorance” serem soados, para o Credicard Hall vir abaixo, Jogo ganho!!!
Logo em seguida “Feeling Sorry”, também do album mais recente “Brand New Eyes”, foi executada mantendo todo o gas inicial.
Os fãs pós “Riot!” comemoraram muito com a próxima canção: “That’s What You Get”, foi recebida com tamanha empolgação que era arrepiante ver todo Credicard Hall, pulando e cantando com euforia o refrão, já era possivel ver os sorrisos de satisfação de todos, e se o show acabasse ali, já valeria, no entanto indo contra o meu pensamento (ainda bem), a banda fez uma pequena pausa e Hayley aproveitou para interagir com galera que urrava a cada palavra proferida pela pequena diva, nesse instante ela se aproxima do guitarrista e diz que iria tocar uma nova canção, intitulada de “Fast Song”, mas a tal nova canção era nada mais nada menos que a furiosa “For a Pessimist, I’m Pretty Optimistic” e quando tudo já parecia perfeito, pelo menos pra mim, “Emergency” hit do primeiro álbum “All We Know Is Falling” veio em seguida, causando uma explosão Emocional em todos.
O show deu continuidade com os singles: “Playing God” e “Careful”, além de “Decode” a famosa musica do filme Crepúsculo que foi cantada em uníssono, e encerrando assim a primeira parte da apresentação.

Após uma pequena pausa, Hayley volta acompanhada do guitarrista Taylor que na ocasião empunhava um violão e juntos tocaram a canção: “In The Mouring”, após a musica o restante da banda entrou no palco e deram inicio a um set acústico com direito a “When It Rains”, a dançante “Where the Lines Overlap” e a intimista “Misguided Ghosts”.

Mais uma vez a banda sai do palco, mas retorna rapidamente com o baterista Josh já dando deixa de que “Crushcrushcrush” seria a proxima canção, Hayley mas uma vez super carismática disse que se todos não dançassem essa canção, o show encerraria ali, nem precisava exclamar, com a dançante  “Crushcrushcrush” sendo executada, o Credicard Hall se tornou uma verdadeira pista de dança. Para a alegria dos saudosistas, principalmente desse que vos escreve, mais um grande hit do disco de estréia do Paramore foi tocado: “Pressure”, nessa canção, Hayley apresentou toda a banda, inclusive os novos integrantes e finalizou gritando: “This Is PARAMORE”.

Foto por Ananda Deckij

Mantendo o pique: “Looking Up” veio na seqüência, com direito a Hayley usando um oculos New Wave, e dançando de uma forma hilária, arrancando gargalhadas da platéia. “The Only Exception”, a musica numero 1 da grande maioria das rádios brasileiras fechou a terceira parte do set list.

Em poucos minutos, a banda retorna ao palco e manda logo de cara: “Brick By Boring Brick”, o seu tradicional coro: “parapapa pa pa pa” estremecia todo o recinto. No entanto a grande surpresa e ponto alto do show foi a execução da preciosidade “My Heart”, também do album de estréia da banda, que foi pedida insistentemente pela platéia que foi prontamente atendida, numa tocante e arrepiante versão de voz e guitarra, alem é claro do imenso coral que cantava verso a verso com devoção. Importante ressaltar também, que com exceção de alguns, muitos presentes cantavam as letras todas perfeitamente, pronunciando o inglês corretamente, o que me leva a questionar se todos tem uma total intimidade com a língua do Tio Sam, ou se a garotada passa o dia todo decorando as letras da banda?? Fica a duvida.
E pra fechar a noite com chave de ouro: “Misery Business”, o hit que consagrou o Paramore em solo em brasileiro. No meio da canção Hayley chama ao palco dois fãs para cantar e tocar guitarra respectivamente.

Com fim da canção Hayley, Taylor, Jeremy, Justin e Josh vão a frente do palco e despedem do publico brasileiro, encerrando assim a apresentação que durou apenas 1hr e meia.

As expectativas em torno do show eram muitas, afinal fazia três anos que o Paramore havia se apresentado no Brasil, e na ocasião anterior apesar de ter realizado uma grande apresentação, devido a problemas de saúde de Hayley (que na ocasião se encontrava gripada) a banda foi obrigada a encurtar o set list.
A saída dos irmãos Josh e Zac Farro, principais fundadores da banda, também era outro motivo de especulação em relação aos novos integrantes, se eles iriam atender as expectativas e manter a qualidade sonora. Isso sem contar que desde a ultima visita em terras tupiniquins o Paramore se tornou um gigantesco fenômeno musical, o mais recente album Brand New Eyes, teve boa vendagem no pais e singles como The Only Exception, Brick By Boring Brick e Ignorance domina as principais radios brasileiras.
Portanto o publico brasileiro estava mais do que ancioso por uma boa apresentação do quarteto de Nashville, e posso afirmar que nessa noite com término do show, todos foram embora para casa satisfeitos e com as expectativas atendidas.
O Paramore provou nessa apresentação o porque tem sido uma das bandas mais aclamadas do momento, o entrosamento da banda é fantástico, as musicas soam com a mesma perfeição do cd, os novos integrantes Justin York, irmão do também Guitarrista Taylor (Justin em outra ocasião chegou assumir a segunda guitarra do Paramore, substituindo Josh Farro, quando o mesmo recém casado se encontrava em lua de mel) e Josh Freese não deixaram nada a desejar, pelo contrario, esbanjaram profissionalismo, Josh por sinal, na minha humilde opinião foi o melhor instrumentista durante todo o show, tocando com muita tecnica e perfeição, ou sera que só eu percebi ele secando o rosto com a toalha enquanto tocava a primeira estrofe de Playing God?
No entanto por mais perfeita que seja a banda, todas as nossas atenções são voltadas para aquele pequeno ser de 1 metro e meio, de cabelos vermelhos esvoaçantes, dona de uma voz poderosa, de um fôlego sobre-humano, e um carisma sem fim. Hayley Williams merece um parágrafo todo para analisarmos toda a sua performance, ela tem uma presença de palco invejável, ela pula, corre por todo o palco, coloca o pé sobre o retorno e bota a cabeleira pra chacoalhar, dança de forma sensual sem soar vulgar e pejorativa, faz musculação com o pedestal, isso tudo sem perder a potente e belíssima voz, enfim ela é uma verdadeira “Frontwoman”. Em determinado momento do show, boquiaberto com a performance da bela ruivinha, comentei com uma desconhecida ao meu lado: “Caramba, ela só pode ser filha do Bruce Dickinson (Vocalista do Iron Maiden), como consegue cantar e fazer tudo isso?”.

Enfim, sem meias palavras encerro essa resenha desejando vida longa ao Paramore, que a doce Hayley Williams cumpra com o compromisso que ela assumiu diante da fanatica plateia brasileira:
“Que não irão demorar mais três anos para voltar ao Brasil”

Gostaria de agradecer e dedicar esse post as quatro damas que citei no inicio da resenha que estiveram comigo presenciando esse momento magico: Pollyanna, Renata (a maior fã viva de Paramore que eu conheço), e as irmãs Ana Claudia e Lisandra.
E deixo um forte abraço ao pessoal que conheci na fila e compartilhavam comigo as mesmas expectativas do show: Jéssica, Renan, Ingrid e o Seu papai André (Jorge Henrique KKK).
E não poderia deixar de agradecer ao meu querido afilhado Vanderlei que esteve comigo no dia anterior ao show no Credicard Hall, ensinando o caminho para esse jovem vindo do interior =)

Repertório:
Ignorance
Feeling Sorry
That’s What You Get
For a Pessimist, I’m Pretty Optimistic
Emergency
Playing God
Careful
Decode

Set Acustico:
In the Mourning
When It Rains
Where The Lines Overlap
Misguided Ghosts

Crushcrushcrush
Pressure
Looking Up
The Only Exception

Bis:
Brick By Boring Brick
My Heart
Misery Business

Sim, fui testemunha viva da performance ao vivo da maior banda de rock da atualidade.

Abraços a todos e prometo não sumir novamente

Ao som de Foo Fighters – Rope

Anúncios
comentários
  1. Ana Cláudia disse:

    De fato o show foi maravilhoso! Superou minhas expectativas!

    Bjus, e parabéns pela resenha!

  2. Renata disse:

    PERFEITO… FOI UMA NOITE PERFEITA!!!
    FILA BENARIO PRA VC UM FORTE ABRAÇO!!!

    *20/02/2011* FOREVER…

    @_renatsmusic

  3. Ana Clara disse:

    … só discordo de uma única coisa dita por você: Foo Fighters é que é a maior banda de rock da atualidade!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s