Especial

Sara Bareilles, a verdadeira DIVA que a música precisa!!!

Sara_BareillesAconteceu no último domingo (26/01) a 56ª edição do Grammy, a noite de gala onde são premiados os mais importantes e relevantes destaques do mundo da música no ano.
E entre os concorrentes do “gramofone” mais concorrido da noite, o da categoria de “álbum do ano” estavam: Taylor Swift com o seu álbum Red, além dos Rappers: “Kendrick Lamar” e “Macklemore & Ryan Lewis” com os respectivos álbuns “Good Kid, M.A.A.D. City” e “The Heist”, além do Daft Punk, o grande vencedor da noite com álbum Random Access Memories, classificado pela mídia especializada de inovador, influente, magnifico e qualquer outro adjetivo que beira ao puxa-saquismo sem freio.
No entanto, em meio a tantos nomes non-sense que figuravam a tal lista, um nome me chamou atenção e me fez torcer fervorosamente por ele: SARA BAREILLES.
Ao mesmo tempo que tinha a certeza que ela não levaria o prêmio para casa e seria massacrada pelos robóticos queridinhos da imprensa, tal indicação me deixou com um largo sorriso estampado na face, afinal tal cantora representa dignamente aquele termo que erroneamente é dirigido a cantoras de baixo nível técnico musical, o termo DIVA.
Segundo o dicionário (sim, fiz questão de pesquisa-lo) a palavra Diva tem os seguintes significados: Deusa, divindade, mulher formosa e pasmem… CANTORA NOTÁVEL!!! Sim meus amigos, a palavrinha Diva significa nada mais nada menos que cantora notável, porém no mundo musical atual tal palavra é empregada a qualquer “ser” que apareça nas paradas de sucessos, faz um burburinho qualquer e depois simplesmente cai no ostracismo, se antigamente o termo Diva era aplicado as grandes rainhas da música como Ella Fitzgerald, Billie Holliday, June Carter, Wanda Jackson, Nina Simone, Aretha Franklin, Etta James, Sharon Jones, Diana Ross, Chaka Khan, Anita Baker, Tina Turner e Dionne Warwick, hoje ele é desperdiçado com “cantoras” de cunho pop totalmente inaudível e sem relevância como: Demi Lovato, Rihanna, Britney Spears, Ke$ha, Miley Cyrus, Lady Gaga, Kate Perry, Lana Del Rey entre outras aberrações sonoras.
Mas o que faz dessa tal de Sara uma diva? nascida em 7 de Dezembro de 1979 no estado da Califórnia, a pequena Sara Bareilles já demonstrava um grande interesse musical ao ter em sua coleção de discos nomes como Beatles, Paul McCartney, Carole King, Barbra Streisand, Stevie Wonder, Joni Mitchell, Elton John entre outros grandes nomes da musica. Na juventude Sara Bareilles já tocava piano, violão e possuía uma tocante voz, quando ela ingressou na UCLA (Universidade da Califórnia) montou com os seus amigos de classe a banda Awaken.
Em 2004 de maneira independente Sara lançou o álbum Carefull Confessions onde já esboçava suas primeiras composições além toda sua técnica musical, sua voz era um casamento perfeito entre as divas negras dos anos 60 com as Jazzistas dos anos 90: Diana Krall, Norah Jones e Katie Melua (outras que merecem o título de Diva). Os principais destaques musicais ficam por conta do Jazz Undertow, além de Love On The Rocks, Fairytale e One Sweet Love que seriam conhecidas mais tarde ao serem regravadas em seu primeiro álbum por uma gravadora major.
E esse álbum veio logo, após assinar o contrato com a Sony Music em 2005, dois anos depois Little Voice que muitos nomeiam como o seu primeiro álbum oficial foi lançado e já ficou na posição 45º da Billboard com 16 mil cópias vendidas em apenas uma semana, e o disco vai muito além desse fenômeno, ele apresenta uma cantora talentosa, segura de si, com belíssimas composições, e com a maestria de compor melodias pop radiofônicas sem perder a qualidade e caráter musical. Dona de uma extensão vocal poderosa Sara transita pelo suave, sereno, sensual e forte sem soar piegas, brega, insosso ou até mesmo gritante.
Os destaques musicais de Little Voice são muitos: Vegas, Bottle It Up, Morningside além do single Love Song, remetendo todo aquele frescor da Soul Music, R&B e Jazz, tudo isso com uma generosa pincelada POP


Em 2010 é chegada vez de Kaleidoscope Heart consolidar ainda mais a carreira da jovem Diva, mantendo a mesma mescla sonora dos álbuns anteriores, Sara ainda permite flertar com a Folk Music, nos presenteando com perolas do tamanho de Basket Case e Let The Rain, os outros destaques ficam por conta da faixa-titulo e também de abertura do álbum sendo toda à capela, lembrando em certos momentos aquele belíssimos corais gospel, além dos singles: Gonna Get Over You, King Of Anything e The Light.

Depois foi a vez do EP Once Upon Another Time (2012) e do single Pop Brave (2013) prepararem o caminho para o grande amadurecimento musical de Sara Bareilles o álbum The Blessed Unrest esse que justamente lhe rendeu não só uma indicação ao Grammy de melhor álbum do ano, mas também colocou o single Brave pra concorrer na categoria de melhor performance POP feminina.

Mesmo que tardio, enfim o magnifico trabalho de Sara Bareilles foi reconhecido, no entanto o que me causa um imenso desconforto é o simples fato de sua musica não ser acessível a todos, porque as canções de Beyonce e Alicia Keys tocam a exaustão e Sara Bareilles não tem uma musica sequer nas principais rádios voltada ao público juvenil? Porque só Amy Winehouse era tida como a diva e rainha da Soul Music contemporâneo, sendo que Sara Bareilles faz o mesmo trabalho, até com mais carisma e competência do que a finada Amy?
Por isso classifico Sara Bareilles como uma DIVA, como explica o próprio dicionário, diva se caracteriza por ser portadora de uma voz notável, poderosa, marcante, que marca uma geração e isso não significa necessariamente o sucesso comercial, Sharon Jones não tem o sucesso comercial  de Britney Spears  por exemplo, que é aclamada por muitos como diva, mas sua potente voz e sua música de qualidade atravessou gerações e define o seu DNA musical, agora Britney e as demais cantoras pop que são erroneamente classificadas como divas tem um forte apelo visual, sexual e usa e abusa de artifícios como coreografias entre outros atributos menos qualitativos para camuflar a sua “música” de qualidade duvidosa.
As vezes eu me pergunto se sem toda aquela super produção, sem todas as trocas de roupas, sem os dançarinos, sem as coreografias apelativas, será que sobraria talento em Kate Perry e companhia? Sera que Lady Gaga conseguiria fazer uma apresentação em que o musical sobressaísse ao visual? Madonna por mais seja um grande ícone da música Pop com milhares de discos vendidos e um numero sem fim de hits nas paradas de sucessos, conseguiria tudo isso sem as polemicas que a rodeiam e apenas apresentando música de qualidade?
Muito se fala do tal Twerking que a ex-Hanna Montana, Miley Cyrus fez  no VMA 2013, a dança realmente foi um escândalo, mas a música cantada por ela que servia de trilha sonora para isso em momento algum foi mencionada, pelo jeito não devia ser boa suficiente.

Sara e Miley
Sara Bareilles e Miley Cyrus – Precisa mesmo perguntar quem sabe ser Sexy sem ser vulgar?

E ao contrário disso tudo Sara Bareilles consegue sim comandar uma imensa plateia apenas com a sua poderosa voz, o seu piano mágico e o seu carisma sem fim transmitido em seu belíssimo sorriso, característica que faz dela sim uma DIVA, assista ao mais recente DVD dela: Brave Enough Live At The Variety Playhouse para assim compreender o que quero dizer.
E pra terminar da forma que começamos, falando do Grammy, além de ter sido indicada á duas categorias, Sara fez um grande numero musical da noite acompanhada da sua grande inspiração e também Diva: Carole King, onde as duas interpretaram as canções Beautiful (Carole King) e Brave, sem precisar fazer twerking, sem trajar um vestido feito de carne, sem coreografia, apenas a música de qualidade, com uma VERDADEIRA DIVA FAZ!!!


Em tempo: lembram da canção “Single Ladies” da Beyonce, aquela música repetitiva, irritante mas que grudava na cabeça igual chiclete no juízo de criança? pois bem, veja a GENIAL versão de Sara Bareilles para música:

É ou não é DIVA???

Ao som de Sara Bareilles – December

Anúncios

2 comentários em “Sara Bareilles, a verdadeira DIVA que a música precisa!!!”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s