The Birds Of Satan – The Birds Of Satan

Publicado: 2 de maio de 2014 em Lançamentos e Novidades, Resenhas
Tags:, , ,

birds-of-satan

The Birds Of Satan é o novo projeto paralelo de Taylor Hawkins o grandioso baterista do Foo Fighters, ao lado do guitarrista Mick Murphy e do baixista Wiley Hodgden que também são seus parceiros na banda Cover de Classic Rock Chevy Metal.
Apesar do nome horroroso, o The Birds Of Satan tem um potencial imenso e o seu disco de estreia auto intitulado lançado semanas atrás já pode ser considerado um dos lançamentos do ano.
Taylor Hawkins já havia provado ser um excelente compositor em outrora com o seu espetacular projeto Taylor Hawkins & the Coattail Riders que chegou a lançar dois CDs elogiadíssismos por público e crítica, porém em The Birds Of Satan ele consegue ser ainda mais ousado esbanjando muita técnica, flertando com diversas vertentes do rock e conseguindo pluralidade entre os ritmos além de desempenhar com tamanha eficiência as funções de baterista e vocalista, alias a sua voz rasgada, rouca e agressiva combina perfeitamente com o estilo da banda, e apesar de ser um disco relativamente curto, com apenas sete faixas, a banda consegue passar o seu recado.
O inicio do massacre sonoro fica por conta da épica The Ballad of the Birds of Satan com exatos nove minutos e trinta e oito segundos de música com diversas variações de ritmos porém mantendo o pique Rock n’ Roll, só essa canção já resumiria o álbum todo.
A performance técnica de Hawkins na bateria já salta aos ouvidos na próxima faixa: Thanks for the Line que foi a primeira canção do álbum a ser disponibilizada para audição na internet e uma forte candidata a hit do álbum. Pieces of the Puzzle vem na sequencia com um furioso inicio Punk Rock e caindo bruscamente em uma levada BOSSA NOVA (!!!), canção surpreendente e divertida.
Raspberries, outra forte candidata a hit, começa cadenciada e contemplativa até ser surpreendida no refrão com uma pegada contagiante relembrando os bons momentos do Coattail Riders, genial é pouco.
O desenho final do álbum se resume nas canções Nothing At All com a sua introdução Surf Music tocada no violão dando brecha para um Rock setentista vigoroso. Ao Punk Folk Wait Til Tomorrow e o final apoteótico com a balada Too Far Gone to See com um primoroso trabalho vocal.
O disco ainda conta as participações mais do que especiais dos integrantes Foo Fighters, entre eles o tecladista de apoio, e também membro do The Wallflowers, Rami Jaffee, além dos Brothers Pat Smear e todo poderoso arroz de festa Dave Grohl, ambos tocando guitarra e colaborando nos backing vocals. Vale ressaltar também que o modelo da capa do álbum nada mais é que Drew Hester o percussionista do Foo Fighters nas turnês acústicas da banda, e além de estampar a capa e ele participa de dois vídeos engraçadíssimos de divulgação do álbum, vale a pena assistir.
Ao fim da audição do álbum do The Birds Of Satan chegamos a três conclusões:
1º – Um cd com mais faixas e uma turnê de divulgação será muito bem vinda.
2º – Com o fim do Nirvana, Dave Grohl até então o baterista da banda, revelou anos depois ser o verdadeiro talento do grupo ao fundar o Foo Fighters, e acredito que nesse momento com esse álbum Taylor Hawkins mostra quem é o verdadeiro talento do Foo Fighters.
3º – Em uma época onde aberrações como Imagine Dragons e Vampire Weekend são consideradas bandas de Rock, Taylor Hawkins vem a bordo do seu pássaro satânico mostrando como se faz música de verdade.

Até o momento o álbum do ano.

Ao som de The Birds Of Satan – Pieces Of The Puzzle

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s