Fila Benário Entrevista “Bruna Caram”

Publicado: 26 de maio de 2014 em Entrevistas, Shows
Tags:, , ,
Foto: Ana Paula Vieira de Oliveira

Foto: Ana Paula Vieira de Oliveira

No último final de semana (24 e 25 de Maio) a cidade de Jundiaí recebeu mais uma edição da Virada Cultural Paulista, evento do Governo do Estado de São Paulo em parceria com a prefeitura da cidade que oferece para toda população 24 horas de entretenimento cultural, e no domingo a tarde os jundiaienses, apesar da chuva e do frio, tiverem a honra e a oportunidade de conferir de pertinho e gratuitamente a apresentação de uma das maiores cantoras da atualidade e um dos maiores nomes dessa nova geração da MPB, Bruna Caram.
Com três discos lançados incluindo o mais recente e elogiadíssimo Será Bem Vindo Qualquer Sorriso (2012), Bruna com sua voz marcante e poderosa transita com facilidade entre o Jazz, samba, bossa nova e frevo acompanhada da competente banda Bem Vinda.
Apesar do atraso que culminou em um repertório mais curto Bruna Caram fez a alegria dos presentes entoando os seus principais sucessos: Não Perca o Final, Fim De Tarde, Especialmente Criativa (composição de Mallu Magalhães), Feriado PessoalPalavras do Coração e Caminho Pro Interior. E ainda teve espaço para as versões de Minha Teimosia é uma Arma pra te Conquistar de Jorge Ben Jor e Gatas Extraordinárias de Caetano Veloso, além de atender um pedido especial dos fãs e entoar um trecho da canção Esfera.
Bruna Caram no palco é um espetáculo a parte, canta, dança, faz abertura, escancara o seu maravilhoso e apaixonante sorriso e consegue ser meiga e graciosa até em pedir para os técnicos de som melhorar o áudio da apresentação.
O Frevo Purinho encerrou o show com Bruna Caram pulando e se divertindo no palco como se não houvesse amanhã enquanto o público delirava com o espetáculo visto.
Após o show Bruna Caram nos recebeu na porta do seu camarim para um bate papo e com muita graciosidade e simpatia falou sobre sua carreira, sobre o amadurecimento musical e também sobre os próximos projetos.
O resultado você confere abaixo:

Essa é a sua primeira apresentação em Jundiaí, o que você achou do show em si mesmo com o tempo frio e chuvoso?
Realmente, foi a nossa estreia aqui na cidade de todas as turnês, essa é a nossa primeira vez. E sim tá muito frio aqui e já fiquei feliz de alguém ter vindo (risos). Na verdade eu fiquei super surpresa porque quando marcaram o show eu não tinha a menor ideia, justamente por nunca termos tocado aqui, de qual era o tamanho do nosso público, se tinha público mesmo e ai ao longo da semana eu fui sacando pelas redes sociais que tinha todo um movimento de gente falando que viria e tal, fiquei super feliz, falei na van para os meninos da banda vindo pra cá que tinha uma galera que era fã, que curtia, e a gente já estava feliz e eu sabia que ia ser caloroso apesar do frio.

O seu mais recente cd Será Bem-vindo Qualquer Sorriso tem sido bastante elogiado pela critica especializada, no que ele se destaca em relação aos seus trabalhos anteriores ao Essa Menina (2006) e Feriado Pessoal (2009)?
Eu acho que a cada disco a gente cresce muito e isso fica muito claro na minha carreira por que eu comecei muito novinha, com dezenove anos eu gravei o meu primeiro disco e cada ano de estrada, a cada show a cada novo público que a gente conquista a gente vai crescendo muito e aprendendo. Eu venho a muitos anos reforçando a minha ligação com outras artes, com teatro, com dança e também aprimorando o canto e isso já se nota claramente no palco, e tenho gravado compositores diferentes, tenho conhecido mais gente, nesse disco tem uma parceria com o Pedro Luís, por exemplo, (a canção Pode se Animar), cara eu sou muito fã do Pedro e hoje ele é muito meu amigo, tem isso da gente ter regravado o Jorge Ben Jor (Minha Teimosia é Uma Arma pra te Conquistar) que eu não teria coragem de regravar em outra época e já vem de uma fase mais madura, tem o Djavan que virou o meu padrinho musical querido. Enfim o que muda eu acho a cada disco é mesmo essa maturidade e essa maior segurança, eu sinto que eu estou no meu momento mais equilibrado e mais certeiro na carreira.

Existe uma grande pluralidade de estilos em sua música, temos Jazz, samba, música regionalista, enfim todas essas sonoridades dentro do caldeirão cultural e musical de Bruna Caram. Qual ritmo musical você gosta e não teve a oportunidade de flertar?
Humm boa pergunta a sua viu, então é forró que eu vou gravar no próximo disco, frevo eu vou gravar sempre, tenho uma relação forte com Pernambuco, na verdade com o nordeste todo, então pretendo ainda gravar mais frevos porque eu componho frevos, na verdade eu acabei de compor um xote e a gente colocar ainda nessa turnê no palco e no próximo disco terá isso.

E Rock n’ Roll? Pretende fazer algum?
Rock n’ Roll já fazemos no palco, porém ainda no disco não, mas sem duvida teremos Rock n’ Roll também. Quer pedir mais algum estilo? (Risos).

Se você pudesse classificar a sua música hoje, qual seria o estilo?
Eu preferia que dissessem que sou uma cantora vária, que eu sou uma cantora multi-artista, eu venho a muitos anos querendo reforçar isso porque eu acho que realmente é uma coisa a mais e é uma coisa que gosto de ver em outros artistas e por isso que eu procuro ser e ter essa coisa da interpretação forte que é traduzida no visual, que é traduzida na interpretação, que é traduzida no movimento e que é traduzida em tudo, então eu preferia muito mais que dissessem que eu sou uma grande interprete do que um gênero musical que pouco me importa.

 Hoje existe um grande culto pela música dos anos 70 denominada brega, a Fernanda Takai recentemente gravou uma canção do Reginaldo Rossi em seu trabalho solo por exemplo e entre outros casos, você tem esse carinho pela musica brega e pretende regravar algo dessa época dourada e romântica?
Cara nunca pensei nisso, eu posso cantar o que for da minha cabeça… na verdade há um tempo eu to querendo colocar alguma musica sertaneja de raiz no repertório que eu goste muito e que eu ouça de outra maneira, uma que eu vou colocar um dia é o Zezé Di Camargo & Luciano que é aquela (cantando) “É a sua indiferença que me mata, é uma invasão um mar dentro de mim”, acho aquilo lindo e ainda vou fazer um projeto de tocar acordeom e cantar canções que são consideradas entre aspas bregas e cantar de outro jeito valorizando a letra, cantando do jeito que eu gosto, porque realmente tem canções muito bonitas que foram esquecidas por serem bem bregas entre aspas.

Tietando a belíssima Bruna Caram

Tietando a belíssima Bruna Caram

 

Fotos do Show (Por Ana Paula Vieira de Oliveira):

DSC01061 DSC01063 DSC01064 DSC01066 DSC01070 DSC01071 DSC01074

Anúncios
comentários
  1. […] A primeira foi com a sensacional e belíssima Bruna Caram, dona de uma voz potente e marcante, ela fez um show espetacular, com caras e bocas, sorrisos gentis até na hora de pedir para o técnico regular o som, e com muitos hits como A Esfera, Não Perca o Sinal, a versão genial de A Minha Teimosia é uma Arte pra te Conquistar de Jorge Ben Jor e é claro Caminho Pro Interior, uma das canções mais lindas que já tive a oportunidade de ouvir. No final do show, Bruna atendeu toda a imprensa em seu camarim, eu fui o último a entrevista-lá, com um copinho plástico nas mãos, e com as madeixas presas, Bruna foi uma graciosidade sem tamanho, respondendo todas as perguntas com carinho, sempre com sorriso no rosto. E em um determinado momento da entrevista, quando eu perguntei se ela gostaria de incluir alguma canção brega em seu repertório, ela segurou em minhas mãos e cantou um trechinho de Indiferença do Zezé di Camargo & Luciano. Sai de lá ainda mais fã e apaixonado pela Bruninha. Veja a entrevista completa aqui. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s