Shows, Teatro, Willian Abreu Fala

Espetáculo “Os mitos e lendas do Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda” – Teatro Polytheama – 02/11/2014

10653863_10152703080101421_4678289596825628850_n
E é com muita alegria que o Fila Benário Music, saúda e apresenta o seu mais novo colaborador: Willian Cardoso Abreu.

Engenheiro, Professor e amante da música clássica e do Rock clássico, Willian vem a somar a nossa equipe trazendo muito requinte e classe a esse singelo espaço onde reina a música boa.
Seja bem vindo Willian!!!
E com vocês, Willian Abreu.

Por Willian Abreu

A Banda Sinfônica Jovem do Estado juntamente com os corais adulto da EMESP, o Madrigal EMESP e o Madrigal “Sempre en Canto” uniram suas forças no último domingo (02-11) para montar um espetáculo raro por estas bandas.
A Ópera Rock composta por Rick Wakeman (1949 – ) tecladista virtuose britânico que ganhou fama a partir dos anos 70 ao entrar para o grupo Yes.
Os mitos e lendas do Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda com arranjos de Daniel Havens subiu ao palco do Theatro Polyteama lotado em Jundiaí (SP) com solistas de peso.
André Matos e Rubinho Ribeiro nos vocais, Theópilo Augusto Pinto nos sintetizadores, Marco Prado guitarra, Itamar Collaço baixo e Lilian Cormona bateria.
Sinceramente fui ao espetáculo sem grandes esperanças, porém, sai extasiado com a qualidade da montagem e o cuidado com que o espetáculo foi montado.
Os poderosos vocais de André Matos e Rubinho Ribeiro se encaixaram perfeitamente para cantar e contar uma lenda já tão conhecida.
Composta em 7 partes, o espetáculo conta a história de Arthur desde sua concepção até sua última batalha como rei bretão. Wakeman propõe uma música de dimensão épica, unindo o clássico com altas doses de rock progressivo.
Impossível não destacar a incrível performance da Banda Sinfônica Jovem sob regência da maestrina Mônica Giardini que está com o grupo desde sua criação em 1993.
Clareza nas madeiras, uma percussão arrebatadora e um desempenho sensacional dos metais encheram o teatro com sua sonoridade poderosa.
Somando-se às forças da Banda Sinfonica o virtuosismo de Theópilo Augusto nos teclados e sintetizadores foi de tirar o fôlego.
A dupla Matos-Ribeiro impecável nos vocais interpretaram com paixão a música, prendendo a atenção do público do inicio ao fim. Era possível ver o comprometimento de ambos com o espetáculo e a paixão com que interpretavam a música.
Sem palavras para descrever a atuação dos corais, afinação e projeção impecáveis, a cada entrada um arrepio na espinha.

Quem não esteve ontem no Theatro Polyteama perdeu um evento raro por aqui, e o melhor… de graça.

Perfil - Willian Abreu

Anúncios

Um comentário em “Espetáculo “Os mitos e lendas do Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda” – Teatro Polytheama – 02/11/2014”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s