Há 44 anos nascia o baterista mais injustiçado da história do Rock

Publicado: 4 de março de 2015 em Anos 90, Fila Benário Fala, Homenagem, Injustiçados
Tags:, ,

Fergal Lawler
Quando você pensa em bateristas de rock, qual é o primeiro nome que vêm a sua cabeça? Tá, eu concordo, é uma pergunta um tanto quando ampla quando se trata de um gênero tão plural quanto ao Rock. Mas se falamos de técnica, o primeiro nome é com certeza Neil Peart do Rush, se falamos em peso: John Bonham, se o assunto é fúria, ninguém ganha de Keith Moon. Rapidez? Dave Lombardo. Se for para falar de bateristas brasileiros, Iggor Cavalera é o primeiro nome citado por qualquer um. Não tiro o mérito dos citados, pelo contrário, são mestres na arte e merecem sim toda reverência e louvor. No entanto quantos outros bateristas técnicos e competentes surgiram nos últimos 25 anos e que são ignorados? Que não são mencionados em lista nenhuma e até mesmo por nenhum outro baterista como um músico sensacional?
E um desses bateristas é o irlandês Fergal Lawler do The Cranberries. Nascido Fergal Patrick Lawler no dia 4 de Março de 1971 na cidade de Parteen na Irlanda, antes de entrar para a banda mais bem sucedida dos anos 90, o mesmo chegou a ser cabeleireiro. Em 1989 ele se uniu aos irmãos Hogan e juntos formaram o The Cranberry Saw Us, que contava com o vocalista Niall Quinn. Após inúmeras divergências Niall saiu e para o seu lugar veio a toda poderosa Dolores o’ Riordan, e o resto da história você já conhece. O Cranberries foi um dos maiores sucessos nos anos 90, com os seus discos multi-platinados e sucessos figurando nas paradas de sucessos do mundo todo. Quer você goste ou não, o Cranberries é uma banda de tamanha relevância para o Rock, na década onde imperava nas paradas o Rock visceral e alternativo.
E quem já viu nem que seja em vídeos a performance da banda ao vivo, nota tamanha técnica, precisão e sobretudo estilo do sensacional Fergal. O DVD da banda gravado na França em meio a turnê do álbum Bury the Hatchet (1999) é um deleite para todos os bateristas, graças a performance arrasadora de Fergal Lawler. Assista abaixo na integra
Portanto o Fila Benário Music que é o espaço das classes menos favorecidas e rejeitadas, presta um tributo a esse sensacional e injustiçado baterista, com os seus melhores momentos na bateria do Cranberries.

PROMISSES

WANTED

I CAN’T BE WITH YOU

SALVATION

LOUD AND CLEAR

TIME IS TICKING OUT

ANALYSE

DESPERATE ANDY

ZOMBIE

RIDICULOUS THOUGHTS

FREE TO DECIDE

HOLLYWOOD

SCHIZOPHRENIC PLAYBOY

No hiato do Cranberries entre 2003 a 2009, Fergal Lawler montou a banda The Low Network, vale a pena conferir também.

Felicidades Fergal, aqui você sempre será lembrado!!!

CURTA A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

Anúncios
comentários
  1. Ótima análise! Execelente baterista, técnica incrível e performances maravilhosas! Que bom saber que a história é assim, com o tempo vai dando lugar e importância a nomes que passaram sem o devido mérito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s