Gays, o que seria da música sem eles?

Publicado: 8 de junho de 2015 em Beatriz Sanz Fala, Fila Benário Fala

Freddie
Aconteceu ontem (7/6) em São Paulo a 19ª Parada do Orgulho LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais), e o Fila Benário Music aproveitando a oportunidade resolveu listar os maiores homossexuais do mundo da música. O texto, que conta com a colaboração da querida Beatriz Sanz, está dividido em três partes, na qual saudamos os Gays do Rock n’ Roll, depois da MPB e da música POP e por fim falamos dos ativistas da causa homoafetiva.

Confira abaixo

O QUE SERIA DO ROCK SEM A VIADAGEM?

Por Fila Benário

A divertidíssima música O Que Seria do Rock, da banda das Velhas Virgens, ressalta bem a importância dos homossexuais dentro desse gênero musical tão amplo, contestador e subversivo. O Rock desde o seu início teve a missão de ser o dedo na ferida, seja levando os jovens de uma sociedade conservadora a saírem para dançar balançando os quadris de forma sensual, seja pregando a paz e o amor em meio a guerra do Vietnã, protestando de forma bruta contra a grande crise inglesa nos anos 70, que deixaram milhares desempregados, originando dessa forma o movimento Punk. Enfim, esse foi o papel do Rock, e é claro que ele estaria de mãos dadas com a causa Gay.
Listei abaixo os maiores Gays do Rock, e reforço o coro do Paulão do Velhas: O que seria do Rock sem a Viadagem?

Little Richard
1 - Little Richard
O primeiro Gay da história do Rock com certeza foi Little Richard, o grande ícone do gênero nos anos 50, era um tremendo paradoxo ambulante. Nascido em Geórgia, a capital do Jazz e da Soul Music, Little escancarou para todos a sua homossexualidade, com o seu visual espalhafatoso, com plumas, tiras e cores vivas, além da sua atuação de gala e formidável presença de palco. Porém, devido a sua criação religiosa protestante, se tornou pastor em 1958.

Rob Halford
2 - Rob Halford
Quando Rob Halford assumiu a sua homossexualidade em 1988, não foi um choque e muito menos um escândalo para o público metal e fã da sua banda, o Judas Priest, pelo contrário, em entrevistas Rob disse que boa parte dos seus fãs já sabiam da sua opção sexual e não só respeitaram como apoiaram a causa: “o público do metal sempre respeitou a minha opção sexual, nunca tive problema com isso.” Revela o deus do Metal.

Bob Mould
3 - Bob Moul
Se o Heavy Metal tem o seu representante Gay, o Punk Rock não ficaria atrás. Bob Mould o homem mais respeitado da cena punk americana por fazer parte de duas das maiores bandas do gênero: o Hüsker Dü e o Sugar, também é homossexual.
Na sua primeira e única passagem pelo Brasil em turnê solo, no ano de 2013, Bob revelou em entrevista algo além da sua sexualidade: “muitos ficaram chocados quando lancei o disco Modulate em 2002, por ele ser bem eletrônico, mas eu sou Gay, sempre gostei de música eletrônica”.

Michael Stipe

Ao ser questionado sobre a sua opção sexual, Michel Stipe, o eterno vocalista do R.E.M. gravou um divertido vídeo no qual ele lê um comunicado que revelava para o público a heterossexualidade dos outros dois integrantes da banda, o guitarrista Peter Buck e o baixista Mike Mills. Ele dizia que eles agradeciam o apoio incondicional da família, dos fãs e de todos os amigos, e que isso não iria afetar de forma alguma o crescimento da banda.

Roddy Bottum
5 - Roddy Bottum
O tecladista do Faith No More, que nos anos 80 chegou a namorar Courtney Love (viúva de Kurt Cobain), hoje é homossexual assumido. Casado com o mesmo companheiro há muito tempo, e é dele a letra da canção Be Agressive, do álbum Angel Dust, que fala sobre sexo oral, ficando bem claro no trecho repetido a exaustão: “I Swallow, I Swallow, I Swallow” (Eu engulo, eu engulo, eu engulo).

Ney Matogrosso
6 - Ney Matogrosso
Um dos primeiros Rockstar Brazuca, com todas as pompas e galhofas que o glam rock pede, Ney Matogrosso, eternamente vocalista dos Secos & Molhados, é verdadeiramente um grande símbolo nacional quando o assunto é homossexualidade na música, graças ao seu visual.
Sobre as maquiagens no rosto, segundo o livro Pavões Misteriosos de André Barcisnki, Ney, que também era ator de teatro, chegou atrasado e maquiado para o show da banda, após uma apresentação da peça Os Lusiadas. Como não daria tempo de tirar a maquiagem, optou por se apresentar assim, e acabou virando a sua marca registrada.
Gay assumido, ele fala abertamente sobre o assunto sem crise alguma, principalmente sobre o seu namoro com o também gênio do rock nacional, o Cazuza.

Cazuza
7 - Cauza
Falando no Agenor, ele não poderia ficar de fora dessa lista. Cazuza representa aquela geração que ficou oprimida durante toda ditadura militar e que após o fim do regime veio ao mundo com sede de aproveitar a vida sem limites.
Se ele fez história na frente do Barão Vermelho, com três álbuns que são pilares da música brasileira (Barão Vermelho, Pro Dia Nascer Feliz e Maior Abandonado), foi na carreira solo que Caju se encontrou de verdade, escrevendo e cantando sobre assuntos diversos e polêmicos, principalmente a sua opção sexual.

Renato Russo
8 - Renato Russo
Mais um “filho da revolução” com diz a sua própria composição. Renato Russo apesar de ser homossexual assumido, ele não gostava de ser panfletário, dizia que dava impressão de que ser Gay era uma doença e que todos deveriam aceitar. Mas de certa forma ele esteve engajado na luta pelo respeito aos homossexuais quando gravou o seu primeiro disco solo, com título de Stonewall Celebration Concert (1994), em comemoração aos 25 anos da chamada Rebelião de Stonewall em Nova Iorque, quando Gays e lésbicas entraram em conflito com a polícia no bar de mesmo nome, em resistência pelos maus tratos sofridos por sua opção sexual.

Cássia Eller
9 - Cássia Eller
A roqueira com pé na MPB, no RAP e no Samba de raiz, Cássia foi revolucionaria não apenas na música, com o seu poderoso vozeirão plural que cantava e encantava a todos, mas também na causa LGBT, principalmente sendo ela, assim como Renato Russo, uma não ativista panfletária.
Durante 15 anos, Cássia foi casada com a sua companheira Maria Eugênia Vieira Martins, mas antes ela teve um único filho, chamado Chicão. Quando Cássia faleceu em 2001, Eugênia, ganhou a guarda de Chicão na justiça, sendo esse o primeiro caso no Brasil, no qual o filho ficou com a parceira da mãe.

Minha querida Beatriz Sanz pediu licença para escrever sobre o maior Gay da história do Rock, como o seu pedido é uma ordem, vai que é tua Bia:

Freddie Mercury
10 - Freddie Mercury
Farrokh Bulsara foi um designer gráfico que nasceu em uma colônia britânica na Ásia. Mas provavelmente você o conhece como Freddie Mercury, vocalista do Queen e um dos cantores gays mais influentes do planeta. Freddie foi integrante da banda inglesa de 1970 até 1991, quando morreu. Ele nunca assumiu sua homossexualidade publicamente, apesar de os tabloides ingleses sempre publicarem “confissões”. Segundo sua irmã, a família sabia, mas não eram contrários. (E tinha motivo pra ser?)


 

TEM GAY NA MPB E NA MÚSICA POP TAMBÉM

Por Beatriz Sanz

Ana Carolina
11 - Ana Carolina
A cantora mineira Ana Carolina já foi acusada de não ser defensora da causa homossexual, como resposta, em uma carta ela afirmou que ela “levanta a bandeira vivendo com a normalidade”. (E ser lésbica é algo anormal? Tá certinha, miga!)

Ellen Oléria
12 - Ellen Oléria
A primeira edição do The Voice Brasil (na minha opinião o melhor reality musical) foi uma vitória para a causa LGBT. Lésbica assumida, sua voz impressionou o país através da telinha global. Um ótimo sinal de que os tempos mudam…

Adam Lambert
13 - Adam Lambert
Outro participante de Realitys musicais homossexual é Adam Lambert. Ele ficou em segundo lugar no American Idol, porém sua maior vitória foi se tornar o vocalista do Queen, após Freddie Mercury e algumas apresentações da banda com Lady Gaga nos vocais (ambos nessa lista. Será coincidência? ) Adam, possui dois álbuns solo lançados.

Sam Smith
14 - Sam Smith
O Grammy boy, também conhecido por Sam Smith deve boa parte de seu sucesso a um ex amor. Gay assumido, ele escreveu Stay With Me, um de seus maiores sucessos. Esperamos que Sam encontre maior felicidade em seus novos relacionamentos e na sua luta LGBT.

Daniela Mercury
15 - Daniela Mercury
Vou finalizar a lista com a nova musa LGBT brasileira: Daniela Mercury. A diva do axé assumiu um relacionamento com a jornalista Malu Verçosa em 2013. Atualmente casadas, elas protagonizaram um beijo histórico no Congresso Nacional no mês passado. Hoje elas defendem a causa, através do amor!

Fila Benário pede licença para falar da sua musa na MPB

Adriana Calcanhoto
Adriana Calcanhoto
A mais calma, serena e bela voz da música popular brasileira é de Adriana Calcanhoto. Genialidade é o seu forte, a forma de tocar de tocar violão, às vezes o mesmo é único instrumento presente na sua canção, é vistosa. Como compositora, Adriana é absurdamente talentosa, letras como Esquadros, Mentiras, Vambora deixam claro que ela não é deste mundo.
Adriana foi casada durante 26 anos com Suzana de Moraes, cineasta e filha do mestre Vinícius de Morais. Suzana que há dois anos lutava contra um câncer, faleceu no inicio de 2015, deixando a silenciosa a nossa grande canarinha.


 

ATIVISTAS DA CAUSA GAY

Por Beatriz Sanz

Lady Gaga
17 - Lady Gaga
Lady Gaga ficou conhecida por ser a nova rainha do pop (se Madonna recuperará o título ou Taylor Swift tomará seu lugar é tema pra outra coluna), mas parte de seu sucesso é devido ao apoio da comunidade LGBT. Retribuição de tudo o que a cantora já demonstrou. “Para mim, o ponto culminante foi a comunidade gay. Eu tenho tantos fãs gays e eles são tão leais a mim que realmente me ergueram. Eles sempre me apoiarão e eu sempre os apoiarei.” declarou a cantora em entrevista.

Miley Cyrus
18 - Miley Cyrus
A eterna Hannah Montana (ou não) é outra ativista LGBT. Recentemente, Miley se juntou com a Rainha do rock, Joan Jett, para cantarem “different”. A união foi para comemorar a entrada de Joan no Hall da Fama do rock e a inauguração da “Happy Hippie”, uma ong fundada por Miley para abrigar gays, lésbicas e transexuais em situação de rua. A iniciativa merece muitos aplausos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s