Assim como DiCaprio, Ennio Morricone enfim ganha o seu primeiro Oscar

Publicado: 29 de fevereiro de 2016 em Cinema, Fila Benário Fala
Tags:, , ,

US-OSCARS-SHOW

Na noite de ontem aconteceu a 88ª edição do Oscar, o grande prêmio da indústria do cinema, e é claro que toda a atenção da mídia, dos fãs e de qualquer terráqueo estava voltada para a categoria de Melhor Ator que contava com presença de Leonardo DiCaprio em sua quarta indicação ao prêmio, já que a sua primeira indicação ao Oscar em 1994 foi na categoria de Melhor Ator Coadjuvante pelo filme Gilbert Grape.

No entanto quem também ganhou merecidamente o seu primeiro Oscar pela sua colaboração mais do que estupenda para história do cinema foi o compositor italiano Ennio Morricone, pela a trilha sonora do filme Os Oito Odiados do diretor Quentin Tarantino.

O filme Os Oito Odiados

O filme Os Oito Odiados

Conforme já noticiado aqui, Morricone já havia ganho o Globo de Ouro desse ano pela impactante trilha do novo faroeste de Tarantino e era um dos favoritos ao Oscar, mesmo disputando ao lado de outro grande nome da trilha sonora, o também maestro e arranjador James Williams pelo seu retorno triunfante à franquia Star Wars. Os outros indicados a mesma categoria eram Carter Burwell pelo filme Carol, o islandês Jóhann Jóhannsson por Sicario – Terra de Ninguém e Thomas Newman por Ponte dos Espiões, o grande épico de Steven Spielberg. Mas os “deuses” do Oscar fizeram justiça naquela noite no Dolby Theatre na Califórnia e concedeu a Ennio Morricone o seu primeiro Oscar em 87 anos de vida e 70 de carreira dedicados a embalar, com as suas canções maravilhosas, a sétima arte.

Ennio Morricone e John Williams concorriam na mesma categoria

Ennio Morricone e John Williams concorriam na mesma categoria

Apesar já ter ganho um Oscar Honorário em 2007, essa foi a primeira vez que Morricone ganhou pela sua obra vigente. Com essa, ao todo, o maestro soma seis indicações, os outros filmes indicados ao prêmio de melhor trilha, com o toque do mestre, foram: Cinzas no Paraíso (1978), A Missão (1986), Os Intocáveis (1987), Bugsy (1991) e Malena (2000).

Antes de buscar a sua estatueta, Morricone deu um forte abraço em John Williams que estava sentado ao seu lado e já no palco do Dolby Theatre fez um emocionado discurso, em italiano, no qual exaltou a pessoa do próprio Williams, agradeceu ao diretor Quentin Tarantino pela oportunidade e emocionou a todos ao dedicar o prêmio a sua esposa Maria.
Veja um trecho da premiação e do discurso abaixo

Importante ressaltar que a trilha sonora do filme Os Oito Odiados marcava o retorno do compositor ao gênero western depois de 40 anos, e a mesma foi composta sob encomenda do diretor Quentin Tarantino sem o compositor ter assistido uma cena sequer do filme e mesmo assim o trabalho, como pode ser conferido abaixo, ficou fabuloso.

Mesmo que tardio, o Oscar se fez justo, para DiCaprio e principalmente para Morricone.

Anúncios
comentários
  1. […] a 88ª edição do Oscar, famoso prêmio da indústria cinematográfica, e conforme já noticiado aqui, foi uma premiação que entrou na história das edições por contemplar pela primeira vez nomes […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s